Porsche 911 elétrico?

A eletrificação do Porsche 911 é daqueles temas que de vez em quando é motivo de discussão e depois de há uns meses Oliver Blume, o diretor executivo da Porsche ter afirmado que o icónico modelo “irá ter um motor de combustão por muito tempo” e até ter levantado a hipótese de nunca se eletrificar, o diretor de design da marca parece ter outra visão.

Em entrevista aos britânicos da Autocar, Michael Mauer minimizou os desafios de adaptar a silhueta icónica do 911 à eletrificação, afirmando “a silhueta do 911 é icónica e isso tem de se manter. Provámos ao longo dos anos que o novo 911 é sempre um 911 — mas é um novo”. Em vez disso, Mauer apontou como principal “ameaça” às famosas linhas do 911 a crescente complexidade dos motores de combustão para assegurar que estes cumprem as restritivas normas de emissões, principalmente os cada vez mais complexos sistemas de escape. 

Acerca disto, Michael Mauer revelou: “eu ficaria mais preocupado em como vou conseguir «encaixar» os motores de combustão nos próximos 10 ou 15 anos, porque o mais provável é que a projeção traseira venha a ter quase dois metros. Já a tecnologia elétrica dá-nos mais liberdade”.

Ainda assim, o diretor de design da Porsche mostrou-se otimista, afirmando “Veremos. Talvez na próxima geração ainda consigamos fazer um 911 com motor de combustão. Não sei, como designers haveremos de encontrar soluções”.


Pesquisa rápida