PlaySation no carro: Sony e Honda já sabem como e onde bater a Tesla

Não será com mais potência, não será com autonomia recordista, a Sony vai puxar dos galões no entretenimento e pode adaptar a PlayStation 5 aos veículos que vai produzir em parceria com a Honda.

O presidente da Sony Honda Mobility, Izumi Kawanishi, revelou parte da estratégia da companhia para bater a Tesla no seu território, os automóveis elétricos. E não será através das performances ou dos valores recordistas de autonomia, nem dos sistemas de condução autónoma. Em declarações ao Financial Times, aquele responsável explicou que o trunfo estará na oferta de mais e melhor entretenimento.

A joint venture criada em setembro quer usar música, filmes e videojogos para oferecer aquilo que classifica como uma experiência de entretenimento premium, e que fará a diferença frente aos produtos da marca de Elon Musk.

A Sony, gigante nipónico que marcou a história da tecnologia de consumo e do entretenimento com produções revolucionárias, do Walkman (1978) à PlayStation (1994), desempenhará um papel fundamental nessa estratégia, alargando a sua atividade à área da mobilidade. Em parceria com a Honda, irá desenvolver gama de veículos com software para entretenimento de ponta.

“A Sony tem conteúdo, serviços e tecnologias de entretenimento que movem as pessoas”, disse Kawanishi. “Estamos a adaptar esses ativos à mobilidade, e essa é a nossa força contra a Tesla.”

Considera aquele responsável que as várias opções à disposição colocam a jovem companhia em vantagem e exemplifica que a PlayStation5 pode ser adicionada aos veículos da empresa, pois é “tecnologicamente possível”, assegura Kawanishi.

A ideia é “desenvolver um carro como hardware que atenderá ao entretenimento e à rede que gostaríamos de oferecer”. E tornar o uso desses recursos mais seguro e fácil será o foco da empresa no desenvolvimento de veículos autónomos.

Ao mesmo tempo, alguns analistas consideram que a Sony pode ter outros objetivos com o projeto. Christopher Richter, da CLSA, disse ao Financial Times que a grande motivação por trás da joint venture com a Honda é vender mais componentes, como os sensores críticos para a condução autónoma do futuro, e solidificando uma posição de liderança na área da eletrónica no setor automóvel. “A Tesla não o conseguiu alcançar completamente”.

Primeiro Sony Honda em 2026

O primeiro modelo da Sony Honda Mobility (assim se chama a companhia) vai ser fabricado numa das instalações da Honda nos EUA, ficando a Sony encarregue de produzir os sensores e a tecnologia.

Fonte: Motor24


Pesquisa rápida