Hypersquare. O volante que a Peugeot quer colocar nos carros até 2030

A grande novidade é que não precisa de uma ligação física entre as rodas e a direção.

Foi no passado dia 6 de janeiro, nas CES 2023, em Las Vegas, que a Peugeot apresentou o seu mais recente protótipo. O Inception é um vislumbre do que a marca francesa pretende para os seus futuros modelos elétricos e há em particular uma característica que em breve veremos nos automóveis de produção.

No Inception, a Peugeot estreou a nova geração do sistema i-Cockpit, onde o grande destaque vai para o Hypersquare, um volante com um design inspirado nos videojogos. Com tecnologia steer-by-wire, este volante não precisa de ligação física, portanto não tem uma coluna de direção e passa assim a ser controlado através de eletrónica.

A ergonomia extrema do Hypersquare cria, segundo a Peugeot, “uma forma nova, natural, mais simples e segura de condução. Novos gestos para novos prazeres de condução”. O objetivo da fabricante gaulesa é colocar este volante nos carros do dia-a-dia até 2030.

Como funciona?

Com comandos elétricos digitais, o Hypersquare contém um ecrã com células circulares nos quatro cantos, que têm várias funções como a pega totalmente natural e universal do comando de direção, o conforto de condução na ponta dos dedos e a ativação dos controlos do veículo por impulsos simples do polegar.

No fundo, a operacionalização deste volante assemelha-se a gestos que diariamente fazemos com os nossos smartphones.

Com um aro feito através de impressão 3D, ao centro temos um ecrã tipo tablet que é dedicado à demonstração de informação. Funções como a climatização, o volume do rádio ou as ajudas de condição são exibidos em dois painéis laterais para facilitar o acesso ao comando escolhido.

Além disto, importa salientar que o Hypersquare é combinado com um ecrã flexível em segundo plano que exibe informações de condução ou de infoentretenimento a 360 graus.

Fonte: Auto ao minuto


Pesquisa rápida